Quanto mais fãs, maior o desafio

Houve muito burburinho em torno das métricas de alcance do Facebook nas últimas semanas. Alguns administradores de páginas (fanpages) alegaram que só alcançam uma pequena fração dos seguidores da página desde o dia 21 de setembro deste ano. Essa súbita diminuição supostamente é resultado de uma alteração no algoritmo de edgerank que controla as publicações que vão para a timeline dos fãs, mas o Facebook não deixou claro se esse é o verdadeiro motivo.

Ainda é muito cedo para afirmar que essa alteração seja de fato responsável pela aparente queda de alcance das páginas. Dados estão sendo coletados dentro de um período de tempo maior para concluir se a causa se justifica. Por enquanto, podemos analisar a tabela abaixo para ver o alcance médio orgânico e viral de um post de acordo com o tamanho da página.

Obviamente, quanto mais fãs sua página tiver, mais pessoas poderão ver os seus posts. Mas conforme o número de fãs aumenta, o percentual alcançado diminui gradualmente, representando apenas uma fração de sua base total de fãs.

É fato: quanto maior você é, mais difícil se torna alcançar e engajar uma porcentagem maior de fãs. Uma página com menos de mil likes atinge em média 33% de sua base de fãs com um único post. Parece injusto com aqueles que conseguem atrair um maior número de fãs, mas vamos inverter a lógica e tentar encarar esse problema como um desafio instrutivo.

Com o Facebook alcançando 1 bilhão de usuários ativos este mês, é claro que os feeds de notícias estão lotados com conteúdo de inúmeras fontes. Então, para conquistar um lugar no centro das atenções, sua marca tem que publicar histórias interessantes, com ênfase certeira e absoluta concisão. A chave do sucesso é focar na qualidade das publicações e não na quantidade. É preciso criar um impacto direto sobre a taxa de engajamento de sua página. Quanto mais fãs forem atingidos, maior o potencial e o desafio de engajá-los a interagir com a marca e propagar a informação.

Também há casos de páginas com poucos fãs, mas que trabalham com uma base específica, e costumam ter índices de alcance muito mais satisfatórios. Os primeiros likes geralmente são de amigos, familiares e conhecidos dos criadores da página, de modo que é fácil entender a motivação com que essas pessoas costumam interagir com a marca. Mas o que é preciso aprender com essas páginas menores é que o trabalho e o direcionamento devem ser sempre pensados para um determinado público, independente do tamanho do grupo. É preciso pesquisar e analisar exaustivamente as preferências e motivações daquele pequeno ou grande grupo, de modo a atender expectativas com frequência regular.

Saiba que tipo de publicação funciona melhor para a sua marca, que horas e dias da semana são melhores para alcançar sua base de fãs e tenha mais sucesso nas redes sociais.