Naming: 15 dicas para nomear projetos
Naming: 15 dicas para nomear projetos
Naming: 15 dicas para nomear projetos

Nomear é tarefa séria. Desde grupos até projetos, o termo que dará nome ao conjunto de pessoas, esforços ou ações normalmente é resultado de muita ou nenhuma reflexão. Não é raro ouvirmos quem diga que tal nome surgiu do nada, era um apelido, chavão, algo que surgiu e ficou, simples. Mas quando não temos essa sorte, o jeito é dar nome às coisas, em especial aos projetos de vida, de modo mais estudado para evitar frustrações.

O nome congrega e efetivamente armazena, apresenta e protege todo o significado do que é desenvolvido pela marca. Mas há relação entre terminologia e sucesso? O que é naming e branding, afinal?

Todas as empresas, mesmo as micro individuais, emitem e propagam sinais que são perceptíveis em vários níveis. O nome instigante de um projeto, o ambiente decorado de uma loja ou um logotipo divertido são sinais que se transformam em significados e passam a simbolizar o que a empresa é para cada cliente.

Esse é o poder do símbolo: expressar sinteticamente algo da dimensão do invisível.

O estudo das possibilidades de significado chama-se semântica.

 

Lembre-se: um nome ruim pode ser o fardo de um projeto. E para não errar logo no nome, temos o serviço de naming  – uma técnica para criar nomes que comuniquem-se bem e carreguem um significado geral e fiel da marca desde a primeira impressão. Essa técnica faz parte do processo de branding. Nós já nomeamos dezenas de projetos de sucesso. Nosso processo de desenvolvimento de estratégias resulta em nomes verossímeis, únicos, criados para branding e otimização. Para mais informações, entre em contato conosco.

………………………………………………………………………………………..

Sabiamente, muitas empresas utilizam símbolos para lucrar mais. E os símbolos também podem contribuir em estágios anteriores ao lucro, como no reconhecimento de marca. Em geral, os nomes se classificam em:

Funcionais: nomes que descrevem o produto, serviço ou empresa. (General Motors; Microsoft; General Electric)

Inventados: nomes baseados em ritmos sonoros ou palavras inventadas. (Google; Twitter; Nike)

Experimentais: nomes focados na experiência que a empresa, produto ou serviço oferecem. (Land Hover; Amazon, com seu conceito de A-Z)

Evocativos: nomes que evoquem qualidades e características. (Jaguar; Apple; Oracle)

Relacionais: nomes relacionados ao nome do criador, idealizador etc. (Mc Donald’s; Disney; Louis Vuitton)

………………………………………………………………………………………..

Mas o que o SEU projeto simboliza? O quê você gostaria que seu projeto projetasse? Se ainda não deu um nome para o seu projeto, confira as 15 dicas abaixo:

1 – Prefira nomes curtos, fáceis de soletrar.

2 – Escolha nomes originais. Leia novos autores, ouça novos sons, veja novas imagens e inspire-se com artes e entretenimentos relacionados ao propósito do seu projeto.

3 – Jamais copie ou se inspire em concorrentes – semelhanças confundem.

4 – Evite clichês, obviedades e passe longe de palavras e termos #bombados. Quase todas as modas são ondas que vêm e passam.

5 – O nome deve ser coerente com o propósito do projeto.

6 – Evite nomes que façam sentido só para você ou seu grupo.

7 – Faça uma consulta prévia no INPI e certifique-se de que o nome esteja disponível para uso.

8 – Pesquise na internet para ver se não já não existe outro projeto informal com o mesmo nome.

9 – Certifique-se de haver motivação afetiva na criação do nome. Definições insossas transmitem sensações sem sentido.

10 – Reúna um pequeno grupo de informações sobre o projeto e formate uma apresentação simples.

11 – Fale o nome escolhido em voz altas várias vezes, e em dias diferentes, para certificar-se da sonoridade e da empatia pelo som.

12 – Escreva o nome escolhido de formas diferentes e imagine sua aplicação em outros materiais.

13 – Consulte dois ou três amigos queridos, próximos o suficiente para serem sinceros, e cujas opiniões lhe sejam importantes.

14 – Espere alguns dias e repense o conceito, sequencialmente, para se certificar do nome escolhido.

15 – Se você passou por todas as etapas e o nome continua lhe soando auspicioso, comemore: seu projeto provavelmente foi nomeado!

………………………………………………………………………………………..

Leitura complementar:
O Nomear e a Necessidade, de Saul A. Kripke
– Naming, o Nome da Marca, de Delano Rodrigues